domingo, agosto 12, 2007

A Supertaça é Nossa!!!

Nada melhor que iniciar a epoca 2007/2008, vencendo o ultimo titulo associado á epoca 2006/2007: a Supertaça é nossa!!!
Um autentico missil de fabrico russo, abateu o dragão sem piadade!!!
Foi um jogo tipico de pré-epoca, equilibrado e disputado, acabando por vencer a equipa que foi eficaz, um justo vencedor.


Parabens ao Sporting pela 6º Supertaça!!! Mais um "caneco" para o nosso palmares!!!
Supertaça Cândido de Oliveira
Estádio Municipal Magalhães Pessoa, em Leiria
Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal) / Árbitros Assistentes: António Godinho e Paulo Ramos
FC PORTO: Helton; Bosingwa, Pedro Emanuel, Bruno Alves, Fucile, Paulo Assunção (Leandro Lima, 84 m), Raul Meireles (Mariano Gonzalez, 78 m), Marek Cech (Kaz, 75 m), Quaresma, Lisandro Lopez e Adriano
Treinador: Jesualdo Ferreira
Disciplina: Cartão amarelo para Paulo Assunção (2 m), Pedro Emanuel (10 m) e Mariano Gonzalez (85 m)
SPORTING: Stojkovic; Abel, Tonel, Polga, Pedro Silva (Ronny, 11 m), Miguel Veloso, Moutinho, Izmailov, Romagnoli (Gladstone, 86 m), Derlei (Yannick Djaló, 86 m) e Liedson
Treinador: Paulo Bento
Disciplina: Cartão amarelo para Abel (16 m), Polga (58 m) e Derlei (86 m)
Golo: Izmailov (76 m).

2 comentários:

Mário Ventura disse...

Relembre alguns momentos marcantes do jogo, através de quase 3 dezenas de fotografias exclusivas no único blogue acreditado oficialmente para a Supertaça Cândido de Oliveira (http://FINTAEREMATA.blogspot.com)

PPA disse...

Porto, 0 – Sporting, 1: Sporting conquista a Supertaça.

http://bola-na-trave.blogspot.com/2007/08/porto-0-sporting-1-sporting-conquista.html

Quanto á Supertaça devo dizer que para mim vale o que vale, ou seja, nunca dei grande importância a este troféu, apesar de que quando é jogado entre 2 clubes grandes tem sempre outro sabor.
Alguns adeptos quando a ganham vão para a rua apitar e até lançam foguetes, mas quando a perdem não passa da “fruteira”.
Para mim “nem 8 nem 80”; fico feliz por a ganhar, mas caso a perca não me tira o sono nem o apetite.
Não foi um grande jogo de futebol, mas também não foi tão fraco como alguns o querem pintar.
Numa partida muito equilibrada e repartida, o Sporting acabou por ser mais feliz ao apontar um excelente golo por intermédio do Russo Izmailov, que até então tinha passado ao lado do jogo.
Derlei também teve uma prestação positiva, apesar de todos sabermos que nunca mais será o jogador que foi no FCP de Mourinho, o que fez ontem em campo já foi mais do que tinha feito em meia época do ano passado.
Justo seria o prolongamento, mas nestas coisas de justiça é sempre complicado emitir opiniões, uma vez que ao longo da minha vida me fartei de ver jogos em que o Sporting dominava claramente o FCP e normalmente acabava por perder pelo cínico 0-1.
Quanto à arbitragem, alguns erros, mas menos do que o costume neste Bruno Paixão; e até poderá ter ficado um penalty discutível por marcar contra o Sporting, apesar de não me parecer que Tonel mova o braço deliberadamente para a bola, aceitava a marcação.
Se Paixão achou que não foi penalty ou se não viu, óptimo; já é tempo de não errarem sempre para o mesmo lado.
No entanto o clube em causa, deveria estar caladinho, uma vez que são conhecidas escutas envolvendo precisamente este árbitro.
Quanto a Jesualdo, começou mal a época ao vir justificar a derrota com um possível lance, em vez de admitir que continua um “borrado” e colocou em campo 3 trincos, com a ideia de empastelar o jogo e esperar que durante os 90 ou 120’ aparecesse o génio de Quaresma para resolver a partida.
O Sporting de Paulo Bento está de parabéns, pois apesar do jogo não ter sido brilhante, mostrou sempre vontade de ganhar; é claro que nenhum Leão gosta dos últimos 10 minutos, onde se tenta segurar vantagens, mas o que é certo é que já cá canta mais um caneco.
Nota: lamentável o Serviço Público de Televisão da RTP, paga por todos nós, que conseguiu não dar a entrega das medalhas e da Taça, preferindo dar publicidade. Fosse o clube ganhador de outra cor e teríamos que gramar com um autêntico festival pimba até ao nascer do sol.